29
dez
08

Tênue lembrança – Para Teresa Abath

Crato ,1958
Eu tinha exatamente sete anos.
Por razões familiares , mudamos por uns meses para um pedaço de rua , extensão da nossa Praça da Sé.
Uma pequena vila de casas , a residência dos Teles (Zé Flávio) , a minha morada, e o Colégio Pio X( antes da construção da sua sede oficial ).
Se fechar os olhos , sinto os cheiros das flores dos jardins : jasmim, dama da noite, lírio…
Casa de Dr. Eldon Cariri, Dona Edistia Abath, Sr. Antonio Siebra e Dona Nailê Felício.
Nas calçadas , a gurizada, de olhos e sonhos no Carrocel Maia.
Convivi com as meninas mais novas de Dona Edistia. As mais velhas( hoje , todas da minha idade) : Neide, Distinha e Teresa.
Neide era de uma beleza esplendorosa. Beleza greco-romana. Loira natural , pele clara, traços belos e delicados. Lembro que ganhou um concurso , como a Rainha de todos os Colégios da cidade. Competira pelo Colégio Sta Tereza de Jesus , vestida de espanhola : Arrasou! O segundo lugar ficou com Edite Alencar ( belíssima também) , em trajes de romana , representou o Colégio Estadual , e a terceira , Teresa Moreira Aragão ( minha prima ) , respondeu pelo Colégio Madre Ana Couto , a La Carmen Miranda. Todas muito belas e glamurosas.
Teresa , era clarinha , cabelos claros , usava óculos , e tinha cara de menina intelectual.
O tempo passou…Ficou o cheiro de jasmim, guardando esta lembrança para mim.
Fiquei longe do Crato por 25 longos anos. Um rigoroso inverno , alternado de todas as estações. Vivi, fui feliz !
Outro dia, numa lembrança sentimental , José do Vale fez uma alusão à Teresa Abath. Claude repetiu o carinho… Tenho um primo que a chama de amiga (Francisco Montoril).
E aí, resolvi rasgar o véu da invisibilidade , e dizer para Teresa , que ela é da nossa tribo. Do Crato … do povo que mesmo distante , nunca saiu.
Afora essas referências , como se não bastassem , o melhor amigo do meu avô paterno ,Alfredo Moreira Maia era o Sr. Teophisto Abath.
Um abraço , menina !
Você não teria uma foto daquela época ? Quem sabe no álbum de família ?
Neide Abath , caracterizada de espanhola …
P.S. O povo diz que tenho memória de elefante.
Será ?
-Eu tenho belas e tênues lembranças !

0 Responses to “Tênue lembrança – Para Teresa Abath”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: